Coleta Seletiva: Aplique em seu condomínio!

coleta seletiva no condomínio

A coleta seletiva já é realizada em muitos ambientes que tem preocupação e responsabilidade com o meio ambiente e, por isso, organizam seu lixo. A coleta seletiva de lixo faz parte de um processo para a recuperação, conservação, segurança e melhoria do meio ambiente e da qualidade de vida. Quando há coleta seletiva, toda a sociedade é beneficiada, mas, por vezes, só a boa vontade acaba não sustentando esses bons hábitos, então confira aqui a melhor forma de implementar essa iniciativa em seu condomínio!

1. Conheça o lixo do seu condomínio

É interessante fazer uma coleta seletiva adequada e útil para seu condomínio. A mais comum e básica é a de separar lixo orgânico do lixo seco, uma vez que a maioria da população produz com frequência esses tipos. Há também divisões mais específicas que facilitam a reciclagem, como madeira, vidro, papel, plástico, que são muito eficientes, mas que, dependendo do condomínio, não há descarte frequente de todos os tipos, ou não há aderência dos moradores pela necessidade de espaço para todas as categorias de lixo. Escolha a que se faz mais eficiente para sua realidade!

Caso utilize a separação mais completa, não esqueça de usar as cores certas.

Cores: Papel (Azul), Plástico (Vermelho), Vidro (Verde), Metal (Amarelo)

2. Conheça o seu condomínio

Além de conhecer o lixo gerado pelo seu condomínio, é importante relacionar o contexto do edifício, de forma que se saiba qual dependência será utilizada para o armazenamento, se há espaço e é adequado e devidamente reservado para esse fim. Também conheça como as pessoas em seu condomínio agem, qual o caminho feito por elas, para que a coleta seletiva se molde ao cotidiano e não o contrário.

3. Faça uma campanha

Para que a coleta funcione na prática e não fique apenas na intenção e conversas, é necessário que haja uma mobilização bem comunicada e visível, para que todos sintam-se parte, e não que seja algo imposto e distante. Para isso, é imprescindível o debate e acordo em assembleia, com combinações e esclarecimentos prévios. Após a devida decisão conjunta, é primordial que as mudanças sejam percebidas, com cartazes indicativos, lixeiras instaladas e de fácil acesso, folhetos informativos sobre a coleta, etc. Também podem ser compartilhadas dicas de como aderir a coleta em cada apartamento, mostrando como é mais simples do que se imagina, e que, com o tempo, a atividade já torna-se um hábito.

4. Responsáveis pelas tarefas

Atribuir um responsável para cada atividade que deverá ser feita é de suma importância para que a ação não caia no esquecimento de todos, assim deve ser registrado quando e quem deve fazer as compras, sinalizações, disponibilizar o lixo para a coleta, limpeza do local, e afins, informando os funcionários envolvidos.

5. Monitoramento

Após iniciada, a coleta seletiva deve ser acompanhada, principalmente pelo síndico, para que ocorra de forma plena, alertando caso algum morador faça algo que não se aplique, principalmente no início. Depois que for aceita a ideia, também é válido incluir no Regimento Interno a forma de coleta adotada pelo condomínio, podendo também auferir multas para quem tiver um comportamento que agrida ao novo comportamento, para que estimule ainda mais o engajamento.

Alguns cuidados com a coleta seletiva no condomínio!

Local de armazenamento

É fundamental que o local que ficará o lixo coletado esteja sempre limpo e fechado, em um espaço reservado, para que evite o cheiro e a propagação de insetos e demais animais que possam contribuir para desorganização e surgimento de resíduos impróprios. Uma solução ideal é o uso de contêineres de plástico com tampas abertas por pedal, que são de fácil uso e limpeza.

Limpeza Adequada

Devem ser feitas limpeza periódicas do recinto onde o lixo se encontra, e a pessoa responsável por essa atividade deve estar devidamente equipada com recursos que garantam sua segurança e integridade, como luvas, desinfetantes e demais materiais adequados. É importante que a pessoa receba treinamento para o manuseio de certos produtos, e receba pagamento por insalubridade e demais condições para evitar ferimentos e acidentes, caso os funcionários sejam terceirizados, informar se essas medidas são tomadas para evitar futuros problemas.

Agora é só prepara seu condomínio, melhorar a qualidade de vida e fazer seu papel com o planeta!