Mediação de conflitos no condomínio

Mediação de conflitos no condomínio

 

Quem nunca se sentiu incomodado ou até mesmo desconfortável com algum vizinho de condomínio? Ou até mesmo tenha passado pelo corredor e escutado, contra sua vontade, alguma briga entre condôminos? Isso é realmente muito comum e pode ser resolvido pelo próprio síndico, através da mediação de conflitos no condomínio.

Algumas reclamações são corriqueiras, algo como barulho no andar superior, ou até mesmo um bloco que esteja muito barulhento. Também são bastante relatadas algumas indignações a respeito dos animais de estimação presentes nos condomínios ou prédios. Isso soa familiar, não?

Porém, é importante agir e não desconsiderar esses conflitos, pois eles podem ficar pior e gerar um desconforto enorme para o síndico e moradores, podendo até parar na justiça comum, demandando muito tempo para que o processo seja finalizado, gerando grande desgaste entre as partes envolvidas. Desta forma venho a você, síndico, salientar alguns pontos que podem ser feitos para mediar esse tipo de conflito.

Normalmente, os condôminos que se encontram em “pé de guerra”, vêm, através de bilhetes ou do software para gerenciamento de condomínio, reclamar do ocorrido para o síndico. Neste caso, o melhor a fazer é acalmar os moradores e

marcar uma reunião com eles, um de cada vez,

para salientar os porquês daquele conflito. Caso isto não seja suficiente, você pode, através do mesmo aplicativo ou por telefone,

convocar uma reunião com ambos moradores juntos,

para que se possa definir uma maneira de contornar o conflito. É importante que estas reuniões ocorram no próprio condomínio ou em alguma área neutra, ou seja, que não haja favorecimento para qualquer um dos lados.

Mediação de conflitos em condomínio

Para que a mediação de conflitos no condomínio seja positiva e funcione dentro do esperado você deve, como mediador,

desempenhar o papel de alguém independente e imparcial,

exercitar sua capacidade argumentativa, facilitando assim a comunicação entre as partes, para que estas possam se entender, ou até mesmo solucionar o problema de uma forma benéfica para ambos os lados. Além disso, você tem de evitar opiniões acerca do conflito, bem como não deve julgar nem decidir.

É interessante usar técnicas para a criação de um ambiente confortável que permita identificar o interesse de ambas as partes e resolucionar o conflito de maneira clara, atendendo as necessidades de todos os envolvidos.

Isso realmente é uma tarefa difícil, pois mexe com os interesses das pessoas que estão em desacordo. Mesmo que você, síndico, não se sinta confortável em resolver esses problemas, é importante fazer uma reunião com cada condômino para ficar a par da situação. Caso não se sinta apto para realizar a mediação de conflitos no condomínio, procure um advogado, pois este se caracteriza como a pessoa mais acostumada a fazer esse tipo de atividade, devido a possuir experiência e conhecimentos na área. Além do advogado outros profissionais podem fazer a função da mediação, estes se referem àqueles que trabalham com relações humanas sendo, especificamente, os psicólogos, assistentes sociais e profissionais de recursos humanos.

Através dessas informações, fica mais fácil saber como se posicionar caso encontre no condomínio situações embaraçosas e desconfortáveis, como são os conflitos.

Gostaria de nos mostrar como são resolvidos os conflitos em seu condomínio?

Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Sobre Equipe SocialCondo

SocialCondo é o aplicativo para condomínio que melhora a comunicação e organiza a vida em conjunto.