Você sabe o que faz o zelador do seu condomínio?

Zelador do condomínio

Na correria do dia-a-dia, nem percebemos que ele está ali. Seja na portaria, nos corredores ou nas áreas de convivência, sua função é fiscalizar e manter o bom funcionamento do condomínio. É ele que tem o contato direto com o síndico, auxilia nas atividades administrativas, resolve os problemas, notifica o morador, faz relatório do que funciona e do que precisa de reparo.

Sim, o zelador é o principal e mais importante funcionário de um condomínio. Ele não é só o braço direito do síndico, mas também quem faz tudo funcionar corretamente. Por isso sua função não é fácil, exige dedicação, tempo e principalmente respeito.

Mas quais são as atribuições do zelador e quando podemos recorrer a ele?

 

A SocialCondo preparou para você uma lista das principais tarefas de um zelador de condomínio:

  1. Manutenção do condomínio

    – Fiscalizar as áreas de uso comum dos condôminos ou inquilinos;
    – Verificar o funcionamento das instalações elétricas e hidráulicas do edifício, assim como os aparelhos de uso comum;
    – Zelar pelo sossego e pela boa convivência no edifício de acordo com o seu regimento interno e com as normas e notificações fixadas na portaria e elevadores.

  2. Gestão de pessoas

    – O zelador é responsável por organizar e gerir os empregados do edifício;
    – Comunicar ao síndico ou a empresa administradora quaisquer irregularidades ocorridas;
    – Conhecer e fazer cumprir o regulamento interno;
    – Distribuir as tarefas diárias de faxina e limpeza do condomínio;
    – Fiscalizar o andamento do trabalho de todos os funcionários.

  3. Supervisão de reformas e obras

    – Ele precisa acompanhar e fiscalizar serviços de reparos e manutenção das áreas de convivência.
    – Reportar ao síndico quaisquer imprevistos durante as obras, inspecionar e zelar pela prestação do serviço.
    – Ser notificado quando algum morador irá fazer reformas que interfiram na estrutura do condomínio.

  4. Suporte aos moradores

    – O zelador precisa estar disponível para auxiliar e orientar os moradores em problemas estruturais que possam surgir nos apartamentos
    – Alertá-los quando as regras de segurança não estiverem sendo seguidas.
    – Deve ter noções de funcionamento de equipamentos para observar possíveis problemas e lidar com prestadores de serviços.

Então, o que achou? Se você quiser saber mais sobre gestão de condomínio, nesse post a gente explica como o síndico pode melhorar a comunicação entre os moradores.